quarta-feira, 9 de maio de 2018

ARTIGO JORNALÍSTICO


ENCONTRO NACIONAL 2018

No dia 5 de maio, realizou-se o encontro nacional dos associados da Associação de Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Lamego. Cumprindo a regra não escrita da alternância, os antigos seminaristas reuniram, desta vez, no Seminário Maior de Lamego.
Recebidos os aselistas, verificou-se que alguns vieram pela primeira vez, outros regressaram ao nosso convívio e outros ainda eram os que vêm sempre e que têm dado vida à nossa associação.
Na sessão estatutária da Assembleia Geral, iniciada, como sempre, pelo hino da ASEL, o respetivo presidente, Cândido Teixeira, homenageou todos os que com ele integraram os órgãos sociais desde os primórdios da associação. O Reitor do Seminário Maior de Lamego, padre Joaquim Dionísio, fez referência às obras em curso na Casa, tendo oferecido o novo auditório para eventos promovidos por aselistas, como a apresentação de obras literárias. Referiu que o Seminário é frequentado por sete seminaristas, estando três em Braga, no Seminário interdiocesano, a fazer os estudos teológicos. O Vice-Reitor do Seminário Menor de Resende, por sua vez, referiu que se prevê, em parte daquela Casa, a instalação de um lar para portadores de deficiência, continuando a outra parte da mesma a receber eventos relacionados com a vida pastoral da Diocese de Lamego.
Foi depois a vez de o presidente da Direção da ASEL, Luís de Matos, apresentar a atividade da associação, tendo feito uma resenha da mesma, salientando:
·           Promoção de mais momentos de convívio entre os aselistas nos nossos encontros anuais, dado que as sessões da Assembleia Geral passaram a tratar só dos assuntos gerais;
·           Instituição do hábito do beberete a meio da manhã, a fim de levar os aselistas a socializar e relaxar;
·           Realização de almoços volantes para que todos pudessem conversar com todos e não só com aqueles que estão à sua frente ou ao seu lado nas mesas;
·           Presença em todos os eventos realizados pelo Seminário Menor de Resende sempre que o Sr. Vice-Reitor achou por bem convidar;
·           Na UASP, apesar da pouca disponibilidade para presença em muitas das atividades, participação nas que foi possível, integrando novamente o conselho fiscal;
·           Realização da peregrinação ao Santuário de Fátima no âmbito do centenário das aparições;
·           Participação na visita/romagem ao túmulo de D. António Francisco dos Santos organizada pelo núcleo do Porto da ASEL;
·           Continuidade do “blogue” como meio de comunicação e divulgação dos assuntos de interesse da ASEL e dos seus associados;
·           Criação de uma página no Facebook para tentar alcançar um maior número de aselistas, a qual já tem mais de uma centena de seguidores.
Por fim, o presidente da Direção felicitou D. Manuel Linda, aluno dos Seminários de Resende e Lamego e, por isso, membro da ASEL, pela sua recente nomeação como bispo do Porto, augurando-lhe os maiores êxitos apostólicos no desempenho das suas novas funções, guiado por Deus e pela Virgem Maria.
Na sequência, foi aprovado um voto de saudação e ovação, rogando a Nossa Senhora de Lourdes os maiores êxitos para a missão do novo bispo do Porto no seio do rebanho portuense, mensagem que, de imediato enviada, obteve resposta de D. Manuel Linda, agradecendo a ovação prestada.
Além disso, foi feita uma homenagem ao aselista D. António Francisco dos Santos, falecido em setembro de 2017 quando era bispo da diocese do Porto e que foi sempre um membro empenhadíssimo da ASEL e seu sócio fundador, tendo deixado em todos uma imagem de bondade que não se apagará. Foi, então, aprovada por unanimidade a proposta do presidente da Assembleia Geral para que se nomeasse D. António como sócio honorário da ASEL, a título póstumo. Foi apresentado um quadro com uma fotografia de D. António em pose a que nos habituou, com o seu sorriso bondoso, quadro que foi depois afixado na sala ASEL existente no Seminário Maior de Lamego.
Visto que, neste ano, os órgãos sociais terminaram o mandato, houve lugar à eleição de novos elementos. Assim, informamos aqui da composição dos órgãos, para que todos possam saber quem são:

  • Direção
  • Presidente: Luís Manuel Almeida Matos Ferreira Pinto
  • Vice-Presidente: Paulo António Messias Pereira Guedes
  • Secretário: António Augusto Rocha Saraiva
  • Tesoureiro: Manuel Fernandes Loureiro Amorim
  • Vogal: Joaquim Proença Dionísio
  • Vogal: João Francisco Piedade Coutinho
  • Vogal: Francisco Manuel Taveira Pinto Guedes
  • Conselho Fiscal
  • Presidente: Avelino Alves Pereira
  • Vogal: Duarte João Reis Morais
  • Vogal: Manuel da Silva Pinto

  • Mesa da Assembleia Geral
  • Presidente: António José Lopes Regadas
  • Vice-Presidente: Silvino Santos Félix Cabral
  • Secretário: Luís Sousa Ferreira
  •  
  • Conselho Consultivo
  • Conselheiro: Adão Pereira Sequeira Fonseca
  • Conselheiro: António José Santos Ferreira
  • Conselheiro: Vasco Oliveira Pedrinho
  • Conselheiro: António Cândido Gomes Teixeira
  • Conselheiro: João Pinto da Silva


Terminada a sessão da Assembleia Geral, os aselistas conviveram num beberete, com géneros oferecidos gentilmente pelo hipermercado “E. Leclerc”, de Lamego, entidade que nos tem apoiado sempre que solicitada e a quem agradecemos penhoradamente a amabilidade, assim como agradecemos à pastelaria “O Sonho”, de Resende, pelo apoio na logística das refeições. Este foi um momento de partilha e convívio fraterno, permitindo a recordação de momentos marcantes da passagem pelos seminários diocesanos.
Seguiu-se, na belíssima capela do Seminário Maior, a Santa Missa, celebrada pelo nosso bispo emérito D. Jacinto Botelho e concelebrada por dez sacerdotes, acolitados por um coro diligentemente dirigido pelo nosso presidente da Direção, Luís de Matos, acompanhado ao órgão pelo novo presidente da Assembleia Geral, António Regadas. A jovem Paula Ferreira brindou-nos, na Eucaristia, com uma belíssima interpretação vocal da “Ave-Maria” de Gounod, aquando da tradicional deposição de um ramo de flores dedicado a Nossa Senhora, evocando a figura de Maria como a mãe de todos e representante de todas as mães. De notar que, no dia seguinte, 6 de maio, celebrar-se-ia o Dia da Mãe.
O almoço foi, como sempre, excelentemente confecionado pelas funcionárias do Seminário, a quem agradecemos a diligência e o primor, o que estendemos aos aselistas João Coutinho e José João, sempre disponíveis para ajudar com ofertas de géneros.
Da parte da tarde, houve convívio no auditório, com a interpretação de várias canções pela artista Paula Ferreira,  a entrega dos diplomas comemorativos dos 50 anos da entrada no Seminário e um momento muito interessante, com a intervenção de vários aselistas, que contaram diversas peripécias do tempo em que foram seminaristas.
No próximo ano, 2019, em local ainda por decidir, o encontro será em 4 de maio. Apela-se a todos os ex-seminaristas, leigos e sacerdotes, que consultem o nosso “blogue” e a página na rede social Facebook, para que tomem conhecimento da nossa atividade e para que consigamos chegar o mais longe possível. Sendo notórias algumas dificuldades na mobilização, visto que muitos ex-seminaristas, se bem que saibam, porque recebem as comunicações da ASEL, das nossas atividades, não se mobilizam como quereríamos. É claro que ninguém é obrigado a participar. Todavia, sabendo que recordar é viver, bem gostaríamos de conseguir contrariar algum desprendimento e até uma certa atitude laxista, que nos incute alguma amargura. Julgamos que aqueles que vêm pela primeira vez ficam satisfeitos e só lamentam que outros do seu tempo não o façam.
Posto isto, deixamos aqui o nosso propósito de fomentar um sentimento de proximidade maior entre todos os que passaram pelas nossas casas de formação sacerdotal, tendo em vista também o fomento da inscrição de antigos alunos. É imprescindível conseguir o maior envolvimento possível de antigos seminaristas para a dinamização da ASEL.
Pela Direção da ASEL
Paulo Pereira Guedes
Curso de 1974


segunda-feira, 7 de maio de 2018

ENCONTRO ASEL 2018


ENCONTRO ASEL 2018


Realizou-se no passado sábado dia 5 de maio, no Seminário de Lamego  conforme anunciado, mais um encontro anual da ASEL. Como presidente desta associação, reeleito na assembleia geral deste encontro, sinto-me extremamente feliz pela forma exemplar como decorreu o convívio e pelo elevado número de participantes.
Para além dos muitos Aselistas que normalmente participam nestes encontros, vieram alguns que há vários anos não participavam e outros que vieram pela 1ª vez. Mas alegrou--me de sobremaneira o número de sacerdotes (10) que graças a Deus aderiram a este encontro e participaram na celebração Eucarística.
Este convívio teve também outro ponto marcante que ficará na história da associação - a nomeação de D. António Francisco dos Santos como sócio honorário e a colocação dum quadro com a sua fotografia na sala ASEL.
Quero ainda realçar o excelente convívio que houve da parte de tarde no auditório do Seminário. Para além da voz da Paula Ferreira em que serei suspeito se fizer qualquer comentário, a entrega dos diplomas do 50 anos de entrada no Seminário e as intervenções de diversos aselistas a descrever pequenas peripécias dos tempos de seminaristas, foram momentos FANTASTICOS.
Espero que este encontro seja um prenúncio de que os próximos sejam cada vez mais participados.
Para além do espírito de equipa que existe nesta direção e que me faz sentir um orgulho enorme por ser o seu líder, quero dar os parabéns ao Sr. Presidente da Assembleia Geral cessante António Cândido, pela forma eloquente como soube dirigi-la ao longo dos últimos três anos, sempre duma forma consensual e onde todos os pontos foram tratados com rapidez e eficiência. Para terminar, quero deixar um agradecimento especial a todos aqueles que colaboraram para que este encontro tivesse sido um êxito. Passo a citar:
Ao Seminário de Lamego e ao seu Reitor Reverendo Pe. Dionísio;
A Sua Excelência Reverendíssima D. Jacinto Botelho, ao Senhor Vigário Geral e a todos os Reverendíssimos Sacerdotes presentes;
Às excelentes cozinheiras do Seminário, aos Aselistas José João Pina e João Coutinho, ao E. LECLERC de Lamego, à pastelaria “O Sonho” em Resende, às “Caves Raposeira” e à artista Paula Ferreira.
Por último, um agradecimento a toda a direção e à D. Alcina Saraiva, cujas ajudas foram imprescindíveis para que tudo corresse duma forma ordenada.
Até para o ano se Deus quiser.
                                                                    O    Presidente  da Direção

                                                                            Luís Matos Pinto


domingo, 22 de abril de 2018

Condolências

Informamos,  com pesar, do falecimento do sogro do nosso aselista  Antero Santos Costa.
O corpo estará na Capela da Ramada, Odivelas.


terça-feira, 17 de abril de 2018

ASEL 2018

LISTA DOS JÁ INSCRITOS
António Regadas
Pe Leontino Alves
Luis Matos Pinto
Antonio Cândido Gomes Teixeira
Adao Pereira Sequeira da Fonseca
Avelino Alves Pereira
Paulo António M P Guedes
Luís Sousa Ferreira
António Augusto Saraiva
Manuel Fernandes Loureiro Amorim
Joaquim Proença Dionisio
Francisco Manuel Taveira Pinto Guedes
António José Santos Ferreira
João Francisco Piedade Coutinho
Armando Santos Ribeiro
Júlio Beleza da Costa
Sebastião Pereira Machado
José Joaquim Monteiro Ferreira
Maximino de Oliveira Ferreira
Laurentino Sousa
Manuel Pereira Filipe
Duarte Joao Reis Morais
Manuel Fonseca Benfeito
Arnaldo Rocha
José Justino Lopes
Amadeu Fonseca Teixeira
Paulo Manuel Pereira Gonçalves
Manuel Pinto Jesus Pereira
Fernando Trinta Lopes
Joaquim Araújo Pereira Pinto
Helder Césarr Gonçalves Ferreira
António Manuel Coelho Seixas
jorge matos
Adalmiro Botelho da Fonseca
Manuel Fernando Pinto Ferrador
Joaquim Lacerda Rodrigues

quinta-feira, 15 de março de 2018



D. MANUEL LINDA NOVO BISPO DA DIOCESE DO PORTO



Será publicada hoje no Boletim da Sala de Imprensa do Vaticano, a nomeação de D. Manuel Linda como novo Bispo do Porto.
É um regozijo para a ASEL saber que mais um homem que frequentou os Seminários de Resende e Lamego terá como nova missão acompanhar os católicos e não católicos na Diocese do Porto, sucedendo assim, ao nosso cofundador D. António Francisco .
Neste dia tão sublime, a ASEL pede a Deus que o abençoe e que Maria, mãe da Igreja, plena do Espírito Santo, o impulsione cada vez mais nesta sua vida ao “serviço de uma Igreja que quer ser uma Igreja de rosto terno e de coração materno”.

 MUITOS PARABÉNS D. MANUEL LINDA!

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Direcção da ASEL reúne em Resende

ASEL
ENCONTRO NACIONAL 2018


No intuito de preparar o Encontro Nacional ASEL 2018, a Direção da Associação de Antigos Alunos dos Seminários da Diocese de Lamego reuniu em Resende, na passada sexta-feira, dia 16 de fevereiro, para conceber e tratar dos aspectos logísticos do nosso encontro anual.
Neste ano de 2018, o encontro realizar-se-á no Seminário Maior de Lamego, no próximo dia 5 de Maio.
É sabido que nem sempre se torna possível aos aselistas vir ao nosso encontro, seja por contingências de ordem familiar, seja por imponderáveis de ordem profissional. As mais das vezes, e porque muitos fazem as suas vidas longe de Resende ou de Lamego, vêem as dificuldades de comparência exacerbadas pela distância que se impõe percorrer. Outros ainda não saberão da existência da ASEL ou da ocorrência de tais encontros anuais, onde pretendemos rever tempos que a maior parte de nós considerará felizes. Compreendendo tais dificuldades, é nosso desejo, porém, que se faça a maior participação possível.
Neste sentido, apelamos aos senhores párocos e a todos os antigos seminaristas que façam por estar presentes ou que contactem e sensibilizem colegas dos seus e de outros tempos, a fim de que a razão de ser da nossa ASEL perdure e permita, deste modo, rever amigos e revisitar momentos, confraternizando e continuando a revitalizar a nossa ASEL.
Em breve serão difundidas mais informações sobre o Encontro Anual de 2018, tanto nos jornais publicados no espaço físico da Diocese de Lamego, como por correio físico, telefónico e eletrónico.

Saudações aselistas!

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Faleceu a mãe do Mons. José Guedes

 Publica-se na íntegra a informação que nos foi prestada pelo nosso aselista Adão Sequeira:

 
"Caro Presidente da ASEL.

 Deste assunto devíamos dar conhecimento aos Aselistas através do nosso site.

Faleceu a mãe de Monsenhor José Guedes.
O Funeral realizar-se-á amanhã, terça feira dia 20 em dois momentos:
-11h00- missa de corpo presente na igreja da Graça em Lamego
-16h00- missa e funeral na igreja de Fontelo , em Armamar.

O afeto maternal e filial que ligava Mons José Guedes a sua mãe e este momento de separação sempre difícil e doloroso,
exige de todos  Aselistas para com ele uma solidariedade grande, expressa e sentida.

Com a partida da sua mãe para o céu, parte do coração de Jose Guedes deixou a terra

Mons Jose Guedes é  sócio fundador da ASEL, grande impulsionador, animador e membro dos corpos socias
durante muitos anos.

Para sua mãe, D.Maria José  vão as nossas orações para que lá do céu sem lembre de nós como já o fazia  na terra.

Para Mons José Guedes, o testemunho da  amizade e solidariedade  de todos nós que por ele e dele sentimos  o abraço fraterno e bondoso, especialmente nesta data que a todos  une e congrega.


Com amizade


Adão Sequeira"

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Falecimento


É com pesar que informamos do falecimento, no dia de hoje, do pai do Pe. José Augusto Marques e do Pe. Francisco Marques Párocos respetivamente de Resende e Cinfães
Resultado de imagem para foto de funeral

O Funeral realiza-se amanhã, quinta-feira, na Igreja Matriz de Pinheiro em Castro Daire pelas 15H00.


A Direção da ASEL está unida em oração com o Pe. José Augusto, Pe. Francisco e toda a família neste momento de dor.


sábado, 23 de dezembro de 2017

MENSAGEM DE NATAL ASEL

MENSAGEM DE NATAL ASEL

O nascimento de Jesus traduz a certeza de que não estamos sozinhos neste mundo. Deus vem ao nosso encontro, faz novas todas as coisas e anuncia-nos uma grande alegria. Este é o autêntico significado do Natal: a graça de podermos confiar na simplicidade e na humildade de uma pequena criança que veio para nos salvar.
Neste Natal o meu maior desejo é que os nossos corações estejam repletos de esperança e que as nossas almas nos movam sempre em direção ao bem comum. Que o amor nos ilumine e que cada gesto, cada uma das nossas palavras tenham o dom de nos trazer paz e felicidade.
Em meu nome e de toda a direção, desejo à família Aselista e a todos os seus familiares um Santo e Feliz Natal.
                                                       
                                       O Presidente da ASEL


NATAL ASEL - Núcleo do Porto

NATAL ASEL - Núcleo do Porto


Conforme previsto, no dia 2 de dezembro de 2017 realizou-se a consoada ASEL do núcleo do Porto (conforme decisão da Direção em Fátima a 16 de setembro, a quando da sua peregrinação) e também uma visita/romagem de recordação, estima, gratidão e reconhecimento ao túmulo de D. António Francisco dos Santos, nosso associado e cofundador.



Esta romagem ao túmulo, na capela de S. Vicente, claustros da Sé do Porto, para além de muitos Aselistas, teve a presença de muitos admiradores, amigos e conterrâneos de. D. António Francisco.
O momento de oração foi liderado pelo Reverendo Padre Paulo Alves, antigo aluno de D. António Francisco, que após relembrar algumas das muitas virtudes colecionadas ao longo da sua vida, apelou à oração em silêncio que durou vários minutos.


Após esta visita, grande parte dos Aselistas presentes juntaram-se no almoço de confraternização no Restaurante -Viveiros da Mauritânia em Leça da Palmeira. 


quarta-feira, 15 de novembro de 2017





Consoada ASEL 2017  - Núcleo do Porto
-Romagem ao Túmulo de D. António Francisco-


1- A consoada ASEL do núcleo do Porto é no dia 2 de dezembro de 2017.

2- Nesse dia também, (conforme decisão da Direção em Fátima a 16 de setembro, a quando da sua peregrinação), aproveitamos o dia e a oportunidade para uma visita/romagem de recordação, estima, gratidão e reconhecimento ao túmulo de D. António Francisco dos Santos, nosso associado e cofundador.

Informamos assim todos os Aselistas que no dia 2 de dezembro teremos a visita ao túmulo, sito na capela de S. Vicente, claustros da Sé do Porto; a título de curiosidade dá-se também conhecimento que o acesso  ao local é livre, o espaço está diariamente aberto e além das visitas individuais e espontâneas, há várias pessoas  que optaram por o fazerem  especialmente  no dia 11 de cada mês recordando e dando vida à data do seu falecimento.

3- Após este momento de oração e viagem «caminhando com D. António»  na evocação da sua memória, lembrança das suas virtudes e partilha das suas orações, os que desejarem e se tiverem inscrito, teremos o nosso almoço/convívio de natal.

4- Programa e local:
  • 11h00- visita ao túmulo de D. António
  • 12h30- almoço convívio
  • Local- Restaurante -Viveiros da Mauritânia, Leça da Palmeira.

5- Inscrições:

                 Alfredo Morais-Telemóvel- 966 545 700 ou mail-  as.morais4@gmail.com
                 Adão Sequeira - Telemóvel-  963 510 210 ou mail-   adao.sequeira@sapo.pt

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

D. António Francisco dos Santos -O meu testemunho-

D. António Francisco dos Santo
-O meu testemunho-


Faleceu D. António Francisco dos Santos em 11 de setembro de 2017.
Filho de Cinfães, bispo do Porto, homem do mundo a caminho de Deus.
Ficaram mais pobres a diocese do Porto, os pobres da cidade, o concelho de Cinfães e os seus amigos por tantos lugares espalhados.
Não posso nem quero ficar silencioso.
O Caminho de trabalho e ação que desde os seus 9 anos fizemos juntos na diferença de projetos de vida é longo demais para haver silêncio calado.
Para evitar emoções intensamente vividas nestes momentos difíceis e por evidenciar já a verdade e sentimentos agora exaltados, incluo nesta mensagem parte da minha intervenção de viva voz dirigida ao próprio em 23 de maio de 2011 na homenagem que rotary club de Cinfães em boa hora levou a cabo na pensão de Porto Antigo e para a qual me solicitaram intervenção.

«(…)  Saúdo o Rotary club de Cinfães pela iniciativa justa ,devida, oportuna e adequada em homenagear  D. António Francisco dos Santos , acumulando esta homenagem ao título de Homem Paul Harris com que Rotary Club de Aveiro já o tinha distinguido.
Saúdo também em nome da ASEL D. António Francisco pela sua estatura intelectual e moral, grandeza de alma, senso de atuação, vivência social e sensibilidade humana.
Não há história sem memória e D. António é já parte dos seminários de Lamego, das terras Cinfães, das dioceses de Braga, de Lamego ou Aveiro porque deixou e está a deixar memória viva e rastos de bondade por ponde passou, passa ou vive.

D. António é uma notável figura da igreja e do concelho de Cinfães, não porque é padre, não porque é bispo, mas sim porque antes disso foi homem de:
-ação e decisão, de estudo e dedicação, de humanismo e virtude, da palavra e da bondade, de trabalho e dignidade, de inteligência superior e superior perspicácia, de grandeza na retaguarda das decisões, de valia no segredo dos aconselhamentos.
Grande nestas coisas, todos hoje o reconhecemos grande também nos esconderijos do saber, nos meandros da vida, nas lides da cultura, na sua ligação ao povo, aos sem voz, aos sem tribuna, aos sem pão, aos doentes, aos sem família ou aos sem-abrigo. (…)
Já em Resende, no seminário menor, pequeno entre os pequenos ou sei lá, grande entre os mesmo, sobressai pela concentração nos estudos, ideias claras nas coisas simples , cedência aparente nas discussões de corredor e humildade visível face ao ordenamento existente.
D. António por onde quer que andou, passou ou parou procurou sempre encontrar e enaltecer os nativos de Cinfães, filhos da sua terra e irmãos da diáspora numa grandeza rara de entre os homens fazer amigos e nos amigos dar vida à amizade.
E foi esta marca de serenidade e bom senso, de persistência e insistência, de estudo e oração, de sorriso e seriedade que marcou o seu caminho, sereno e seguro, de Tendais a Resende, a Lamego, à Pesqueira, a Paris, e às dioceses que depois o levaram ao mundo na ordenação episcopal, tornando-o missionário da vinha do Senhor e seu principal obreiro.  (…)»
Acima disto que dizer mais, quando a verdade ainda nos confunde como um sonho de criança ou pesadelo de juventude?
A verdade porém é que já não vive e só nos resta viver a realidade.

Bispo estimado em Braga, desejado em Aveiro e agora já muito querido no Porto, partiu quando menos se esperava deixando boquiabertos pessoas e entidades, estarrecidos a olhar o espaço vazio.
Deus e a Natureza fizeram as coisas.
Surpreendeu o Porto na sua morte como o havia surpreendido na sua vida.
Alma grande onde todos cabíamos, abraçou a cidade e o seu povo, conquistou o clero e os consagrados, viveu a diocese e os seus problemas.
Do seu clero e diocese conhecia a génese e o seu caminho. A todos e cada um chamava pelo seu nome e de todos conhecia parte do seu percurso.
Vivia com os que viviam, sorria com os que sorriam e sofria com os que sofriam.
A minha verdade não cabe nestas linhas, mas sinto-me impotente para descrever as realidades sentidas e os momentos vividos.
Resta-me agradecer a Deus ter partilhado tanto da sua bondade, conhecido tanto as suas virtudes e beneficiado tanto do seu saber.
Ainda padre confortou meus pais na casa onde viviam já próximos do seu fim na terra; já bispo, como dádiva recebida, aqui na Senhora da Hora, continuava a  visitar-nos  em casa e na casa de meus filhos, onde meus netos lhe usaram o colo e beijaram o rosto.
Que Deus o recompense.
Chamam-lhe bispo da bondade.
É muito mais que isso.
Fica bem e é honesto juntar à sua bondade a sua cultura, o seu saber, o seu sorriso, a sua pastoral, a sua gestão diocesana, a sua noção de responsabilidade, a sua palavra de enlevo positivo, as suas obras de misericórdia, o seu abraço de paz e o seu olhar de perdão.
Não avisou ninguém da sua morte e ninguém faltou ao momento da partida.
Repousa no túmulo dos bispos na capela de S. Vivente nos claustros da Sé do Porto.
Homem de causas e princípios, contagiante bispo mariano, exemplar comunicador de sentimentos, dispensador de tranquilidade e paz, partiu como viveu de alma suspensa do seu lema episcopal: «In Manus Tuas».
                                   Senhora da Hora, 11 de outubro de 2017

                                                                       Adão Sequeira            

sábado, 14 de outubro de 2017

ASEL Em Peregrinação
-Centenário das Aparições-

-1- A Peregrinação
 Conforme proposta da Direção, a ASEL (Associação dos Antigos Alunos dos Seminários de Lamego), nos dias 16 e 17 de setembro deslocou-se a Fátima em Peregrinação de agradecimento e memória evocativa do centenário das Aparições.
O trabalho de preparação e contactos com o Santuário coube ao Presidente da Assembleia Geral, António Cândido, conseguindo alojamento e refeições, (para quem o quis), na Casa da Senhora do Carmo com cedência de uma sala para reunião e capela para oração.
                                
Integramos os atos litúrgicos das peregrinações presentes.
A Bandeira da ASEL, transportada pelo Presidente, Luís de Matos, fez parte do desfile de centenas de estandartes na procissão de Velas no dia 16 e procissão eucarística do dia 17.



-2- Fátima e a ASEL

 Fátima diz muito à ASEL e podemos até dizer que nasceu à sombra deste santuário mariano pois pelo menos dois dos fundadores, (D. António Francisco e o Adão), estiveram em Fátima em 1967 na cinquentenário com o papa Paulo VI e em 2017 no centenário das aparições com o papa Francisco.
Fátima foi também em 2005, no encontro anual da ASEL, o local escolhido para a decisão de editar uma seleção de textos do nosso jornal «Estrela Polar» que deu depois origem em 2007 à edição da «Antologia Estrela Polar», património cultural único nos seminários de Portugal, e à qual D. António Francisco se referia sempre com orgulho cultural e vaidade espiritual. Ainda em maio deste ano e a seu pedido, a sua biblioteca foi reforçada com mais 10 exemplares para ofertas.
Mas o ponto alto da nossa peregrinação acabou por ter origem no luto que a ASEL está a viver pelo falecimento inesperado e prematuro de D. António Francisco dos Santos que se afirmava: «Sou Aselista e sócio fundador da ASEL».
A D. António, grande devoto de Maria, dedicamos o melhor das nossas orações aos pés da Virgem, para que continue a ajudar, apoiar e iluminar os que os que na terra deixou com tanta nostalgia e saudade, tal a vida e bondade que a todos dedicava.


Por entre lágrimas não contidas e num silêncio emocionante o evocamos, na capela da Senhora do Carmo, naquele mesmo local onde em 2005, ainda bispo há pouco tempo ordenado, dirigiu à ASEL uma das mensagens mais belas alguma vez ouvidas, semente qualificada que ninguém jamais esqueceu e que em todos frutificou.
Ali o ouvimos em 2005.
Ali o lembramos em 2017, 5 dias após a sua morte e 3 após o seu funeral (11 e 13 de setembro) com a emoção duma partida que a todos deixou, em cada um à sua maneira, um bocado de orfandade, tal era a proximidade a todos e cada um dedicada, a bondade que a todos oferecia e a atenção que a cada um oferecia.
Homem, Padre e Bispo de craveira intelectual superior, possuidor de um sorriso feliz, a todos envolvia na alegria das suas palavras, na bondade das suas atitudes e no segredo dos seus aconselhamentos.


Foi ele o centro das nossas orações e atenções nesse momento em que nem a proximidade da Mãe de Fátima o retirou das nossas conversas, recordações e memória.
Obrigado D. António, e se possível prepara para nós aí no céu o mesmo ambiente que na terra nos dedicaste.
Por muitos anos certamente vamos recordar-te e evocar-te, lembrando sempre a tua bondade, cultura, saber e santidade que deixaste semeados nos Aselistas, nos amigos, nos pobres, nos sem-abrigo e nos jovens com a tua ligação ao povo, à avida e ao futuro.

-3- Depois da evocação


De Fátima e desta peregrinação, depois da evocação ao luto e memória, trazemos também vida, esperança e até otimismo já que no céu está quem de nós se vai lembrar
Já no final do atos e momento da despedida, por feliz coincidência encontramos D. Manuel Linda, bispo das forças armadas e aselista também, a quem apresentamos os nossos cumprimentos que agradeceu e devolveu num abraço para todos os aselistas ali presentes ou não.


Foi ainda decidido em Fátima que no sábado dia 2 de dezembro, dia da consoada do núcleo ASEL do Porto, faremos pelas 11 horas uma romagem ao túmulo de D. António, sito na capela de S. Vicente, na Sé do Porto, para um momento de encontro, de recordação, oração, evocação e memória, seguros certamente de que «de nós nunca estará longe aquele que sempre viveu tão perto»


Adão Sequeira 

segunda-feira, 11 de setembro de 2017


ASEL EM FÁTIMA

            Tendo a ASEL decidido promover uma peregrinação a Fátima por ocasião do 100.° aniversário das aparições, foi proposto o dia 23 de setembro para a mesma.
            A Direção foi abordada por alguns aselistas interessados na proposta. Dado que, no dia proposto, haverá uma concentração internacional, o nosso encontro terá, afinal, lugar no dia 16 de Setembro.
O programa constará do seguinte:
Dia 16/09/2017
16 horas – Encontro na parte frontal da Basílica da Santíssima Trindade.
19 horas – Jantar.
21 horas – Participação no Rosário e Procissão de Velas.
Dia 17/09/2017 (Para os  que pernoitarem)
11 horas – Eucaristia Internacional
13 horas – Almoço
Em 2005, o nosso fundador D. António Francisco dos Santos esteve a orar connosco neste Santuário. Vamos nesta peregrinação centenária, rezar com ele e por ele com muita Fé e esperança.
Contamos com a vossa presença no dia 16 de Setembro, junto da Basílica da Santíssima Trindade, pelas 16h.


Faleceu D. António - Bispo do Porto

Aselista desde a primeira hora!
Um Bispo de proximidade, cheio de humanidade e repleto de Fé que estava a marcar a diferença pela forma de ser e de estar na sociedade e na Igreja.

D. António Francisco dos Santos
Faleceu hoje, com 69 anos, vítima de ataque cardíaco.

A família aselista, consternada, reza e está unida no mais profundo sentimento de dor mas também de esperança....

http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2017-09-11-Morreu-D.-Antonio-Francisco-dos-Santos-bispo-do-Porto


A ASEL

sábado, 2 de setembro de 2017

Falecimento

É com pesar que informamos do falecimento, no dia de hoje, da avó materna do Pe. Paulo Jorge Pereira Alves.
O Funeral realiza-se amanhã, domingo, na igreja da Paróquia de Penude pelas 16h00.


A Direção da ASEL está unida em oração com o Pe Paulo e toda a família neste momento de dor.

sábado, 13 de maio de 2017


No dia 29 de abril, realizou-se em Resende conforme anunciado, o 33º encontro anual da ASEL. Como presidente desta associação, sinto-me extremamente feliz pela forma como decorreu o convívio embora o número de Aselistas presentes tivesse ficado aquém das expectativas. Mas, o facto de ser fim-de-semana prolongado e ser a semana académica em muitas universidades onde filhos e netos dos Aselistas são finalistas, muito contribuiu certamente para que alguns dos habituais participantes no encontro não estivessem presentes.
À última da hora, devido ao tempo fresco que se tinha feito sentir na véspera e às previsões meteorológicas para o dia, acabamos por utilizar o “plano B”, e, em vez de irmos para S. Martinho de Mouros e Porto de Rei, celebrou-se a Sta. Missa no Mosteiro de Cárquere e o convívio passou para a sede do Rancho Folclórico de Santa Maria de Cárquere. Desde já o nosso muito obrigado ao Reverendo Pe. Arménio e à Professora Ana Correia presidente da Direção do Rancho Folclórico pela amabilidade e prestabilidade para connosco.
Em jeito de balanço, pelo feedback recebido e pelo número de associados que estiveram até ao encerramento do encontro, podemos afirmar que tudo correu conforme o pretendido: a Assembleia Geral presidida pelo António Cândido foi mais uma vez muita bem dirigida, sem tempos “mortos” e de forma eloquente; a divulgação do livro do Maestro Pereira Pinto com uma breve introdução feita pelo Dr. Adão Sequeira foi um êxito; a concelebração da Santa Missa, participada por todos através dos cânticos e da comunhão e a homilia proferida pelo D. Jacinto sempre profética e sublime, foram o ponto alto do nosso encontro; o coffee break, o almoço e a animação durante a tarde, também corresponderam às expectativas.
Em nome da Direção, quero agradecer mais uma vez a todos os que estiveram presentes e àqueles que duma forma ou de outra contribuíram para a realização do encontro. Um agradecimento muito especial ao nosso Bispo Emérito D. Jacinto Botelho pela sua disponibilidade e jovialidade, ao Sr. Vigário Geral, ao Seminário de Resende e seu Vice – Reitor Reverendo Pe. António José Ferreira, ao Reverendo Pe. Arménio Pároco de Sta. Maria de Cárquere e aos demais Sacerdotes presentes. Outros agradecimentos exteriores à ASEL serão feitos no Facebook.
Para o próximo ano haverá eleições. Seria bom que todos começassem a refletir e consciencializar-se que é um ato importante para a continuidade da ASEL. Há muito Aselista capaz e com disponibilidade. E mudar traz sempre algo de novo. Não devemos ter medo das mudanças, mas sim de que as coisas nunca mudem.

Até para o ano se Deus quiser

                                                                                        O Presidente da Direção
                                                                    
                                                                                           Luís Matos Pinto